Oferta de Emprego – Educador (a) de Infância

Oferta de Emprego – Educador(a) de Infância

(Substituição/ Contrato a termo incerto)

A Associação Popular de Sobral de Monte Agraço publicita que está aberto um procedimento concursal com vista à contratação de 1 funcionário(a) para exercer as funções de Educador (a) de infância.

Descrição da Função: Educador (a) de Infância

Competências requeridas:

  • Habilitação para as funções designadas;
  • Capacidade de trabalhar em equipa;
  • Capacidade de gestão de sala;
  • Dinamismo.

As inscrições deverão ser efetuadas na secretaria da instituição, das 8h30 às 18h30, ou através do email geral@associacaopopularsobral.pt, acompanhadas de CV, até ao dia 30 de Setembro de 2019.

Para mais informações ou esclarecimentos, deverá contactar os serviços administrativos, através dos seguintes contactos:

Telefone – 261 941 611

   Email –   geral@associacaopopularsobral.pt  

Semana de atividades Do CATL

Foi uma semana cheia de emoções, gargalhadas e movimento.

Entre os mergulhos e castelos de areia na praia, aos piqueniques no parque de merendas onde o apetite era mais que muito, à discoteca que surgiu de surpresa, a piscina num dia de muito calor, zumba e com elas e com eles e tantas outras brincadeiras fomos muito felizes.

Piquenique na Foz do Arelho
Piscina (Quinta do Páteo)
Zumba
Discoteca 100horas

FEsta do pão – Mercado Quinhentista

A Associação Popular Sobral Monte Agraço vai participar na Festa do Pão – Mercado Quinhentista, a decorrer nos dias 31 de maio, 1 e 2 de junho, com uma banca e a dinamizar jogos para as crianças, já que a data é coincidente com o Dia da Criança.

Na nossa banca poderá encontrar especiarias diversas, Capilé fresquinho, doçaria da época quinhentista de comer e chorar por mais, chouriço e torresmos da região.

Os horários da Festa do Pão – Mercado Quinhentista são os seguintes:

  • 31 maio – 19h às 00h
  • 01 de junho – 12h às 00h
  • 02 de junho – 12h às 19h

Esperamos pela sua visita!

Vamos lá reciclar!!

VAMOS LÁ PAPÁS!!

Este ano letivo o desafio continua, gostaríamos de alcançar melhores resultados que no ano anterior e para tal precisamos da vossa ajuda. Faça da reciclagem um hábito saudável da rotina familiar!

CONTAMOS CONVOSCO!!

O dia da Espiga na A.P.S.M.A

Na Associação Popular também se viveu o Dia da Espiga, não fosse este dia uma grande marca do nosso concelho pois marca o feriado municipal do mesmo.

 

Quarenta dias depois da Páscoa, e sempre a uma quinta-feira, celebra-se o Dia da Espiga ou Quinta-feira da Espiga.
Tradicionalmente, de manhã cedo, rapazes e raparigas iam para o campo apanhar a espiga e outras flores campestres, hoje em dia já não é bem assim, a tradição tem vindo a perder-se.
Com elas, formam um ramo com: espigas de trigo, folhagem de oliveira, malmequeres e papoilas. O ramo pode também incluir centeio, cevada, aveia, margaridas, pampilhos, etc.
Cada elemento simboliza um desejo:
– A espiga= que haja pão (isto é, que nunca falte comida, que haja abundância em cada lar)

– O ramo de folhas de oliveira = que haja paz (lembra-te que a pomba da paz traz no bico um ramo de oliveira) e que nunca falte a luz (divina). (Dantes as pessoas alumiavam-se com lamparinas de azeite, e o azeite faz-se com as azeitonas, que são o fruto da oliveira.)

Flores (malmequeres, papoilas, etc.) = que haja alegria (simbolizada pela cor das flores – o malmequer ainda «traz» ouro e prata, a papoila «traz» amor e vida e o alecrim «traz» saúde e força).

O ramo é guardado ao longo de um ano, até ao Dia de Espiga do ano seguinte, pendurado algures dentro de casa.

Nós não fomos apanhar a espiga, mas fomos fazer um piquenique onde os elementos da espiga estiveram bem presentes, lanchamos pão, sumo e bolinho ; houve muita alegria nas nossas brincadeiras e voltamos em paz para a escola. Foi um dia em cheio e do qual gostamos muito.

 

 

Novo desafio… Higiene oral na Associação Popular do Sobral!

 

Na passada 6ªfeira as crianças da valência de pré-escolar receberam a visita da higienista Ana Raquel Matos  que nos veio explicar como lavar os dentes corretamente.

Muitos já o faziam, mas não da forma mais correta. A higienista Ana trouxe um Kit que contem uma escova e uma pasta para cada criança.

Com a sua ajuda lavamos os dentes, todos ao mesmo tempo. Primeiro colocamos a pasta na escova, mas para surpresa de alguns, a quantidade de pasta é apenas o equivalente ao tamanho da unha do nosso dedo mindinho. De seguida escovamos os dentes seguindo os passos que a higienista Ana nos indicou, e sabem o que nos deixou mesmo espantados?? Não usamos água, deitamos fora o excesso de pasta mas não bochechamos, pois a higienista Ana explicou-nos que a pasta deverá ficar a “proteger” os nossos dentes.

Depois deste momento ficámos a saber que todos os dias iremos realizar uma escovagem na escola, claro que teremos que continuar a fazer em casa, e agora corretamente.

As atividades não param!!!

Depois da festa que foi o Carnaval as atividades não pararam na Associação Popular Sobral de Monte Agraço!

Tivemos a visita de uma rainha. Leram bem, de uma rainha… e sabem o que nos ofereceu ela? Rosas. Ficámos muito curiosos para saber quem era e porque razão nos tinha oferecido aquela linda Rosa. Então pesquisámos, perguntámos em casa e descobrimos que era a rainha D. Isabel e aprendemos a “Lenda do milagre das rosas”, gostamos muito e ainda a sabemos contar.

Depois da exploração desta lenda começámos a fazer a lembrança para o dia do pai, mas não ficamos só pela lembrança, os papás das crianças da creche vieram fazer uma pintura com os filhotes, e os papás das crianças do Pré-escolar fizeram uma aula de Karaté com os seus filhotes. Foi muito divertido!

Quando pensávamos que íamos descansar um pouco…eis que chega a Páscoa e lá fomos nós, cheios de vontade fazer um miminho para levar as amêndoas e os ovinhos para casa.

E como todo o bom trabalhador tem uma recompensa chegou a hora de recebermos a nossa. Fomos passear!!! As crianças da creche foram à quinta ver os animais, fazer pão, entre outras atividades ao ar livre. Já as crianças da creche foram até Coimbra, ao Portugal dos Pequenitos e à Quinta das Lágrimas onde aprenderam uma outra lenda muito bonita, mas também muito triste, a lenda de D.Pedro e Dona Inês de Castro. Viemos cansados mas super animados!

As férias da Páscoa também foram muito animadas para as crianças do C.A.T.L! Houve karaoke, discoteca, caça aos ovos, jogos de dança, pinturas no chão, cinema… uns dias cheios de animação!

Se acham que ficamos por aqui enganam-se… ah pois é… depois disto tudo ainda tivemos energia para preparar a lembrança para a mamã. Claro que também a convidamos a vir à escolinha, e assim como o papá fizeram uma atividade connosco. as Mamãs da creche mostraram as artistas que são e fizeram uma pintura, as mamãs do pré-escolar fizeram uma aula de zumba com os filhotes. Foi muito Engraçado e todos se divertiram!

Já se estão a perguntar “E agora, o que andam a fazer??” Pois… isso agora é uma surpresa, mas já se pensa no dia da criança e na festa de final de ano… Aguardem as novidades!!

 

A Lenda do ARLEQUIM

Conta a lenda…

Foi assim que começou a exploração da lenda do Arlequim pela Associação Popular de Sobral de Monte Agraço.

Uma lenda onde se destaca valores como a amizade e a partilha, valores esses que tentámos trabalhar com as nossas crianças e, uma vez mais, com a ajuda das famílias conseguimos realizar um lindo Arlequim que deu as boas vindas ao carnaval na A.P.S.M.A. Obrigado a todos pela partilha dos tecidos.

 

A Lenda do Arlequim

Conta a lenda …que vivia em Veneza, no seu lindo e imponente palácios, uma Condessa muito rica que todos os anos, no Carnaval, organizava um grande baile de máscaras, para qual convidava todos os rapazes e raparigas da cidade.

A Condessa só fazia uma exigência aos convidados: tinham de se apresentar mascarados. E durante a festa, era sempre premiado aquele que melhor se apresentasse. Então, em todas as casas de Veneza, as mães esforçavam-se por fazer os mais belos fatos de máscaras. Só Arlequim não iria ao baile por ser muito pobre e sua mãe não poder lhe fazer nenhum traje.

Os amigos vendo-o triste, resolveram dar o que tinham, os bocadinhos de fazendas que sobrara da confecção dos seus fatos. E, com eles, a mãe de Arlequim conseguiu fazer uma linda fantasia, cortando os bocadinhos em losangos iguais e combinando habilidosamente as diferentes cores.

Assim, o pequeno Arlequim pôde entrar no Palácio da Condessa. E mais conta a lenda que foi precisamente Arlequim quem nesse ano ganhou o prémio por ter se apresentado com o fato mais vistoso e original. E quando a Condessa lhe perguntou como é que ele, tão pobre, tinha arranjado tão lindo traje, ele respondeu:

– O meu fato foi feito com a bondade dos meus Amigos e o coração de minha Mãe.